Como Deter a AIDS?

Como Deter a Epidemia de AIDS

por
Brian M. Schwertley


Os Estados Unidos participaram da revolução sexual e agora a América está engolfada no que provavelmente é a pior doença de todos os tempos – a epidemia de AIDS. Essa epidemia é realmente única em nossa história moderna. Não há cura para a AIDS. Ela traz uma morte virtualmente certa, e agonizante. Acima de tudo, o vírus da AIDS é transmitido quase que exclusivamente por meio de relações sexuais e do uso de drogas injetáveis. O número de pessoas que contraem a infecção por transfusão de sangue é praticamente nulo desde que foi introduzido o teste de anticorpos. O que isso significa? Significa que se os americanos abandonassem o seu perverso comportamento pecaminoso – sexo ilícito e uso de drogas – a epidemia de AIDS poderia cessar seu rastro de morte.
Deus é soberano. Ele tem absoluto controle de todos os acontecimentos. Por que Deus permitiu que uma tal epidemia devastadora solapasse nossa nação? Uma razão é a aprovação do nosso país, a acolhida, a obsessão com a imoralidade sexual, ou fornicação. Fornicação é usada de duas maneiras no Novo Testamento. Ela pode significar a relação sexual entre pessoas não casadas (1 Cor. 7:1-2), mas ela também é usada para descrever pecados sexuais em geral (Atos 15:20, Gal. 5:19). Para que a América se arrependa, devemos ver os pecados sexuais como Deus os vê: perverso, sujo, destrutivo, uma abominação, e pecado contra nosso próprio corpo. “Fuji da imoralidade. Todo pecado que alguém comete é fora do corpo, mas aquele que comete imoralidade sexual peca contra o seu próprio corpo” (1 Cor. 6:18). Ao invés de tornar heróis os homossexuais, sodomitas e pervertidos, fornicadores, prostitutas e travestis astros do basquete, nós devemos encarar a verdade. Deus é a verdade.
Para entender a visão de Deus da sexualidade, devemos nos focar em Sua infalível Palavra, a Bíblia. O que segue é uma lista parcial descrevendo o que Deus acha dos pecados sexuais que comumente são praticados em nosso país. HOMOSSEXUALISMO é considerado uma abominação perante Deus (Gen. 19:4-11, Lev. 18:22, 20:13; Rom. 1:26-27; Judas 1:6-7). BESTIALIDADE, ou fazer sexo com um animal, é perversão (Lev. 18:23; 20:15-16). ADULTÉRIO é um pecado contra a família e deve ser punido com morte (Lev. 19:10, 20:11, Ex. 20:14, Deut. 5:18, 22:22-25). Jesus Cristo ensinou que até mesmo aquele cobiçar a mulher de outro homem em seu coração é digno do inferno (Mat. 5:27-31). INCESTO, em todas as suas formas, é estritamente proibido (Lev. 18:6-18, 20:12, 14, 17, 19, 21; Deut. 22:30; 1 Cor. 5:1-5). PROSTITUIÇÃO; masculina e feminina, são condenadas em todas as suas formas, ritualística ou qualquer outra (Deut 23:17, 18; Prov. 7:6-27; 1Cor. 6:15). Em Apocalipse 17:5, prostituição representa rebelião e maldade. Se um homem SEDUZISSE uma mulher solteira, ele teria de pagar seu dote (o equivalente aproximado a três anos de trabalho) e ele teria de casar-se com ela, a menos que o pai dela o proibisse. Neste caso, ele ainda teria de pagar seu dote (provavelmente algo em torno de 30 mil dólares em dinheiro de hoje; veja Ex. 22:16-17, Deut. 22:28-29). TRAVESTIR-SE e inverter a vestimenta é uma abominação para Deus (Deut. 22:5). RAPTORES [ESTUPRADORES] (homens que forçam fisicamente mulheres a fazer sexo) são condenados à morte (Deut. 22:25). PORNOGRAFIA em todas as formas é explicitamente condenada (Rom. 1:32).
Perceba que embora a nossa sociedade veja o sexo antes do casamento, o viver junto sem estar casado, a homossexualidade, e o adultério como um comportamento normal, Deus não o vê! De Deus não se zomba. Você pensa que a AIDS é ruim? O inferno é muito pior. Todos os pecados sexuais listados acima, exceto luxúria e sexo antes do casamento, foram em Israel ofensas cuja pena era a morte. (Pornografia de sexo explícito é uma forma de prostituição e pode se enquadrar nas sanções civis para a prostituição.) Deus não ameniza com pecado sexual. Sexo antes do casamento, amplamente aceito e praticado em nossos dias, foi visto com tamanho ódio por Deus que mesmo depois de um único ato, o casal seria forçado a se casar e o homem a pagar uma enorme soma de dinheiro. Deus disse. Os fornicadores não entrarão em Seu reino. “Não sabeis que o injusto não herdará o reino de Deus? Não vos enganeis. Nem fornicadores nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem cobiçosos, nem maldizentes herdarão o reino de Deus” (1 Cor. 6:9-13). “Os covardes, incrédulos, abomináveis assassinos, sexualmente imorais, feiticeiros, idólatras, e todos os mentirosos devem tomar parte no lago que arde com fogo e enxofre, que é a segunda morte” (Apo. 21:8).
Como no Israel de outrora, a América está cheia de falsos profetas (a mídia, o clero liberal, os porta-vozes do governo e funcionários da saúde), maus sacerdotes (o clero que trocou a palavra de Deus pelo humanismo secular), e príncipes famintos e perversos (muitos senadores, congressistas, e funcionários do governo nos níveis local, estadual e nacional). E as pessoas adoram isto (veja Jer. 5:30-31). Por que? Porque as pessoas não querem a verdade. Eles amam seus próprios pecados ao invés de Deus. A mensagem hoje não é crer em Jesus Cristo, submeter-se a Sua autoridade, a Sua lei. Não é para arrepender-se de seus pecados e revestir-se da justiça de Jesus Cristo. A mensagem é sexo seguro – use camisinha. E você vai estar seguro. Deus irá julgar nossa nação perversa por sua desenfreada imoralidade sexual.
Aprenda a lição de Acabe, rei de Israel. Acabe foi um homem perverso. Ele abandonou os mandamentos de Deus e seguiu falsos deuses (1 Reis 18:18). Ele falhou em executar um homem mau que Deus condenou à morte (1 Reis 20:42), e ele era culpado de roubo e assassinato (1 Reis 21:16). Deus proclamou juízo e destruição contra Acabe (1 Reis 21:19; 22:23): Acabe seria morto e cachorros lamberiam seu sangue. O que Acabe fez? Acaba fez-se falsa e temporariamente arrependido (1 Reis 21:27) e retomou seus caminhos perversos (1 Reis 22:26-27). Acabe amava o pecado. Ele amava o poder. Ele não queria realmente se arrepender. Então, Acabe fez-se supostamente arrependido e cingiu sua armadura para entrar em batalha. Acabe se disfarçou (1 Reis 22:30) e confiou em sua armadura, seu preservativo, ao invés de em Deus e em sua Palavra. Mas não se pode zombar de Deus. Deus requer um arrependimento real e duradouro (2 Cor. 7:10) não um disfarce.
“Então certo homem entesou o arco e atirou a esmo, e feriu o rei de Israel entre as juntas de sua armadura. Então o rei morreu...e os cachorros lamberam o seu sangue enquanto se lavavam o carro, de acordo com a palavra que o Senhor havia dito” (1 Reis 22:34ª, 37ª, 38b).
Como você pode proteger a si mesmo? Arrependa-se! Arrependimento é muito simples. Quando você se arrepende você muda seu pensamento sobre seu estilo de vida atual. Você vê seu estilo de vida hoje como ele é: pecaminoso, perverso, mal, escarnecedor, vão, carnal, fútil, e inútil. Vê que seu estilo de vida serve mais a suas próprias luxúrias e prazeres do que a Cristo. Vê que o modo como você vive é algo que conduz à morte e o inferno ao invés de à vida eterna com Jesus Cristo e Seu povo. Se sua mudança de mente for real, se for sincera, então você abandonará seu estilo de vida perverso. “Aquele que encobre os seus pecados não prosperará, mas quem os confessa e abandona alcançará misericórdia” (Prov. 28:13). Você deve se afastar de seu pecado e pôr a sua confiança em Jesus Cristo. Se você crer em Jesus Cristo, então sua velha vida é mortificada com Ele na cruz. Então você é elevado com Cristo à uma nova vida de esperança e obediência à Palavra de Deus. “Se confessares com seus lábios ao Senhor Jesus e creres com teu coração que Deus o ressuscitou da morte, serás salvo” (Rom. 10:9).
Esse arrependimento também envolve uma mudança de mente em relação a Jesus Cristo, quem Ele é, por que ele veio à terra, e o que Ele realizou. Jesus não pode ser visto apenas como um grande mestre, ou um exemplo moral, mas como uma singular pessoa divina-humana, o Filho de Deus, a Segunda Pessoa da Trindade. Jesus não veio só ensinar ética, nem ajudar as pessoas a ter auto-ajuda ou a serem elas mesmas. Ele veio sofrer e morrer na cruz como um sacrifício de sangue por Seu povo. Se você tem fé em Jesus então Seu sangue cobre todos os seus pecados. A vida perfeita, sem pecado, de Cristo é creditada por Deus em sua vida. Portanto, no dia do julgamento você estará vestido com a retidão de Cristo e [será] contado merecedor da vida eterna por causa dos méritos de Cristo (o Seu sangue e a Sua vida). Nós não podemos ganhar o céu porque até mesmo nossas melhores obras são misturadas com pecado. Mas o que nós não podemos realizar, Jesus Cristo realizou. “Deus demonstra Seu amor por nós, em que enquanto éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós. Muito mais então, havendo sido justificados por Seu sangue, devemos ser salvos por Sua vida” (Rom. 8:5-10). Se você não crê que Jesus Cristo é Deus, se você não crê que ele viveu uma vida perfeita, sem pecado, se você não crê que ele foi crucificado e que literalmente ascendeu da tumba depois de estar por três dias em estado de morte, se você não se arrepender de seus pecados, então você está perdido. Você não tem nenhuma esperança. Sua danação eterna é certa. Mas, se você crer, então você tem verdadeiro perdão, verdadeira paz. Você realmente foi adotado na família de Deus. Bem-vindo!
 
Copyright © Brian Schwertley, Lansing , Michigan , 1998

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este Comentário será exibido após moderação dos Editores da equipe Plugados com Deus!