Quando Deformamos o Verdadeiro Deus


Quando Israel caiu nas garras das religiões de fertilidade, o Senhor não saiu de cena. Não era essa a questão: [na verdade o que ocorreu foi que] começaram a interpretá-lo cada vez mais como um deus da fertilidade. Sem que se dessem conta, transformaram o Senhor conforme a imagem de um deus da fertilidade. Encontramos exemplo disso no bezerro de ouro no Sinai (Ex. 32) e no culto aos bezerros em Betel e Dã (1Re. 12:28ff). A intenção de Israel e de Jeroboão [o rei] não era introduzir um outro novo deus. Queriam, sem dúvida, honrar ao Senhor. Porém, dispuseram-se a fazê-lo por meio da imagem de um cabrito, símbolo da fertilidade. Quando se começa a ver o Senhor como um deus da fertilidade, o passo [seguinte] em direção a[o deus] Baal é tampouco demasiado grande, pois, se o Senhor é um deus da fertilidade, então ele já não enfrenta mais a Baal, posto que Baal e o Senhor passam a se complementar mutuamente. Afinal de contas, ambos lidam com a fertilidade.
Para Israel, oferecer sacrifício aos baalins também não era, de forma alguma, afastar-se do Senhor. Claro que não! Pois o Senhor e Baal não eram mais rivais, e sim complementares. E, quando chegavam profetas dizendo “vocês apostataram do Senhor e se contaminaram ao seguir os baalins”, eles respondiam: “Não diga isso! Nem mesmo passou por nossa cabeça a ideia de abandonar o Senhor”, e acreditavam estar com razão ao retrucar dessa forma.
De modo semelhante, existem hoje em dia cristãos e teólogos que têm a boca cheia de palavras e de termos bíblicos, mas que lhes atribuíram um conteúdo completamente distinto que já não tem a ver coisa alguma com o sentido bíblico.
Foi exatamente isso que ocorreu com Israel. Quando o motivo da fertilidade começou a dominar o povo, o Senhor não foi abolido [culturalmente], mas foi efetivamente deformado [e transformado] em um Deus que só tinha o nome em comum com o autêntico Senhor. [...]
—–
O Autor: Meint R. van den Berg (1928-2001), pastor e missionário holandês, formou-se em teologia em Kampen, pastoreou diversas congregações em seu país e serviu no campo missionário sul-africano durante vários anos. É autor de diversos comentários bíblicos, de obras teológicas e de contos de ficção.
Traduzido por: Lucas G. Freire (Dez. 2009).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este Comentário será exibido após moderação dos Editores da equipe Plugados com Deus!