Serie Pai Nosso. Estudos Na Oração do Senhor Parte I

MENSAGEM PARA HOJE Umbet. União Missionária Brasileira, - O Evangelho por Telefone Série PAI NOSSO - Mensagem1 : PAI Por que razão o Senhor Jesus nos mandou orar chamando Deus de Pai? Você já pensou nisso? Este é um dos maiores privilégios que temos. Ele, que é o filho ‘gerado’ pelo Pai, manda a seus ‘irmãos adotivos’ que o chamem assim: como uma criança faz. Nosso relacionamento com Deus Pai é muito diferente do relacionamento de Jesus com Ele. Nós fomos criados, Jesus foi gerado. Como um escultor, que fez uma escultura perfeita de seu filho: o filho foi gerado; a escultura foi criada. Se apenas criados já somos o que somos, imagine Jesus. A desobediência de nossos pais ao Criador, antes de terem filhos, fez com que nascêssemos já fora do jardim de Deus, debaixo de sua ira. Como criaturas rebeldes que deformaram o que de mais belo tinham: a imagem do Criador. Porém, o Criador não ficou parado. Seu Filho gerado assumiu a natureza da “criação rebelde”. Identificou-se com ela ao ponto de, como nossos pais nos representaram ao rebelarem-se contra o Criador, ele agora representa-nos de modo perfeito, cumprindo o propósito para o qual fomos criados. É claro que esta alegoria é muito falha. Especialmente porque além de deformadas, “as esculturas” não querem saber do Criador. É necessário que Ele implante nelas a mesma vida que seu Filho possui. Só então escutarão Sua voz e se submeterão a Seu “cinzel”. Percebeu? Para chamarmos a Deus de Pai, foi necessário que Seu verdadeiro Filho morresse por nós! Não há maior privilégio, não há maior conforto, não há maior incentivo do que nos dirigirmos ao nosso Criador chamando-lhe de Pai. Aliás, usando a mesma palavra que as crianças de seu tempo usavam para chamar seus pais: abba. Não percamos a oportunidade de, curvados diante Dele, dizer conscientemente: PAI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este Comentário será exibido após moderação dos Editores da equipe Plugados com Deus!